11.12.04

Historinha quase triste


Subitamente, o coração ensanguentado
tirei do bolso e pus nas mãos da moça.
A moça ficou tão perplexa
quis logo chamar a polícia
mas quando viu pulsar em suas mãos
meu pobre ensanguentado coração
ficou com pena
fez um afago
nem se importou de manchar o vestido.
Ninou meu coração feito um menino
até que ele adormeceu.
A moça, então, muito quieta
bem devagar me deu de volta o coração
e devagar se foi, e me deixou ali
com o adormecido coração na mão.


in Poemas Durante a Chuva, Lisboa, Mariposa Azual, 1999.

Ouça na voz de Luís Gaspar

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email