21.1.14

A quem



A quem
a quem me devo
a quem descrevo sempre o que
não fiz
a quem nunca me atrevo a parecer
mais que aprendiz
a quem prometo outra vez ser
feliz
a quem consinto se ao me ver
me diz
aquém
aquém da ponte que leva ao que
quis
aquém do ponto imaginário em que
sorris

a quem?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email