23.8.05

Lápide



De mim
que nada reste mais que isto

este nítido risco
do princípio ao sem fim

e esta palavra que busco
para uma folha vazia

precária ponte que o dia
traça entre o escuro e o escuro

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email