1.8.05

Manifesto


Porque duvido que algum dia aprenda
sânscrito
escreverei nesta língua portuguesa
como se fosse sânscrito
inventarei gramáticas especiosas
e às palavras mais caseiras darei outros sentidos
semearei alusões indecifráveis
ficarão para sempre ali piscando um olho
sem que ninguém lhes corresponda
a quem estranhar
diremos que é um tique nervoso

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email